Bubble net – Rede de bolhas para captura de pescado

Técnica inovadora ao nível mundial, que possibilita criar uma nova arte de pesca que consiste na substituição de redes tradicionais de pesca por um mecanismo que mimetiza uma estratégia natural de captura utilizada na natureza marinha. Assim, a principal inovação reside na ausência de redes físicas de pesca e na estrutura concebida que permite detetar o cardume, estabilizar a zona de presença do pescado, e capturar, de forma seletiva (relativamente aos tamanhos mínimos legais e à captura de espécies não-alvo), o pescado para bordo da embarcação. Funciona sem manuseamento humano, permitindo reduzir o esforço dos pescadores. Esta técnica permite uma captura mais sustentável sem o recurso a redes que são, por vezes, perdidas parcialmente no mar (e que representam riscos para o ecossistema marinho, pelo aprisionamento acidental de outros animais que nelas acabam por morrer), e a captura controlada de peixe necessário, respeitando as cotas estabelecidas. Ao aumentar a seletividade da captura (a bomba sugadora permite estimar a quantidade de peixe capturada e a sua boca de entrada é regulável, consoante o tamanho das espécies-alvo), esta tecnologia permite ser parada logo que a cota estabelecida para captura seja atingida, libertando a quantidade de peixes não necessária, o que possibilita diminuir a percentagem de bycatch e aumentar a biomassa desovante e, consequentemente, a sustentabilidade do “stock” comparativamente à pesca de cerco tradicional. Por outro lado, sendo uma rede que não produz abrasão no peixe e não necessita de intervenção humana, possibilita também garantir uma maior qualidade do pescado. Por fim, estima-se que esta tecnologia tenha também uma vida útil bastante superior (o dobro) à das redes tradicionais (substituídas de 4 em 4 anos), devido à sua construção à base de materiais de elevada resistência que não conferem qualquer ameaça para o ambiente marinho, gerando, por isso, economia para o pescador.

Pretendo saber mais sobre esta tecnologia: