Desenvolvimento de diferentes formulações de chutney

ESAS-IPS

Chutney (derivado do Hindu “chatni”), trata-se de um molho picante de origem indiana usado no acompanhamento de outros alimentos entre os quais, carnes frias, carnes assadas, grelhadas e fondues. É um molho grosso, espesso, feito de frutas e hortícolas, açúcar, especiarias e, por vezes, vinagre (Madakadze et al., 2004). É provavelmente mais conhecido quando é usada a manga como fruta base, mas também há de maçã, tomate e de misturas de frutas. Em termos tecnológicos, o chutney é preparado com diferentes géneros alimentícios (fruta, uvas passas, açúcar, hortícolas, gengibre, pimenta,vinagre/ácido acético, sal, entre outros, que são submetidos a uma cozedura, trituração e introdução de outros ingredientes. A tecnologia aplicada é muito simples podendo variar apenas na introdução dos ingredientes em diferentes tempos de cozedura, assim como obtenção de diferentes características químicas do produto final, nomeadamente, grau Brix, pH e acidez. O Chutney de diferentes composições poderá apresentar um potencial industrial uma vez que não exige um investimento muito elevado, tem baixos custos de produção face às margens potenciais e ainda à sua adaptabilidade a processos de produção já existentes, nomeadamente, equipamento para obtenção de compotas. Embora a venda de Chutney, em Portugal, esteja associada ao produto “Gourmet” é possível a sua produção e venda no mercado geral. MERCADO ALVO: Unidades agro-industriais de pequena dimensão com resíduos orgânicos de baixo teor de humidade.

Pretendo saber mais sobre esta tecnologia: